viernes, 10 de febrero de 2017

Absorto ante o amor



Absorto ante o amor
permaneço admirado
do viço esplendoroso dessa flor,
do signo misterioso do seu fado.

É luz que purifica,
canção que faz vibrar o sentimento,
incenso que perfuma e se dissipa
por toda a imensidão do firmamento;

vibrar perante a luz da bem amada,
encanto no sentir,
pisar por uma terra imaculada.

Amar é pois fluir
na música imortal duma balada
que deste mundo vil nos faz fugir.


J. Martín (10-2-2017)

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.