jueves, 20 de abril de 2017

Jardim da alegria



Houve um tempo sem saudades
Na varanda de um jardim;
Eu era amigo da Lua,
Ela olhava para mim.

Houve um tempo sem a idade
Que agora passa e altera
A ilusão que o sonho sonha
Duma eterna primavera.

Houve um lindo amanhecer,
Houve uma noite encantada,
Um mundo que julguei meu…
Disso não fica mais nada.

Fica apenas o jardim
Duma suspensa alegria
Quando por amor floresce
Alguma humilde poesia.

J. Martin

No hay comentarios:

Publicar un comentario