martes, 19 de diciembre de 2017

Saudades dos meus pais


Papai partiu um certo dia
Mas ele sempre mora aqui,
Neste meu peito que sentia
O seu amor, sua companhia,
Momentos que comparti.

Seu sonho a vida lhe quebrou
E mesmo assim ele lutava,
Até que a morte, despiedada,
Nossos caminhos separou.

E dessa linda mãe que me gerou
Também me separou a morte fria,
Sem conhecer sequer a companhia
Daquela que o meu pai com zelo amou.

Vivemos nestes mares tão distantes,
Salgados pelas lágrimas da ausência,
Enchidos de saudades palpitantes,
De tempos, não vividos mas brilhantes,
Suspensos numa mágica cadência.

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.