lunes, 22 de febrero de 2016

Lágrimas da Lua




É seguro que esta vida,
que é de luz e de paixão,
de tantas dores enchida
e de tanto orgulho vão,

como o Sol há de morrer;
como este sol que fecunda
tanto anseio de viver,
tanta esperança profunda.

Nascem e morrem os dias.
Onde fica a Eternidade?
Naufragam as alegrias
e vai ficando a Saudade!

Meu luar imaculado:
lágrimas que chora a Lua:
morrer sabe que é seu fado,
é também a sorte sua!


No hay comentarios:

Publicar un comentario

Nota: solo los miembros de este blog pueden publicar comentarios.